Negócios

Empreendedorismo: a arte de se adaptar

Christian Wilbert
Escrito por Christian Wilbert
Junte-se a nós !!!

Receba conteúdo exclusivo direto no seu e-mail

Convenhamos: não nos ensinaram, em nenhuma graduação, pós, mestrado, curso (ou qualquer outra modalidade de ensino) como lidar com o empreendedorismo em tempos de pandemia, concorda? Temos a certeza de que nem mesmo na Harvard University não houve nenhuma disciplina que ensinasse como se adaptar em tempos de Covid-19.

Esse período que vivenciamos, por sua vez, mostra-nos a importância de se adaptar. Notamos isso quando avaliamos que, durante a crise, inúmeras empresas precisaram fechar as suas portas; enquanto outras souberam aproveitar o momento para crescer. Mas afinal, qual será o grande segredo? Existe uma fórmula mágica?

Vamos refletir juntos sobre essa temática? Continue conosco!

É preciso se adaptar, seja qual for a situação

Por mais que a sua empresa tenha um ótimo planejamento estratégico a curto, médio e longo prazos (e, acredite, isso é bem importante), não há como mantê-lo intacto. Afinal, os tempos mudam com muita velocidade e, por mais que você fique sempre de olho nas estatísticas, não há como prever o futuro.

Por isso, o mais importante é que os empreendedores saibam que é fundamental se adaptar. É preciso:

  • entender a realidade da empresa;
  • conhecer o mercado;
  • identificar as necessidades do público;
  • “dançar conforme a música”; e
  • encontrar alternativas para melhorar, cada vez mais, os seus produtos e serviços.

Mensurar, monitorar e se adaptar

Acreditamos que a verdadeira fórmula para que os empreendimentos tenham sucesso é: mensurar, monitorar e se adaptar. Falamos isso porque notamos que muitas empresas se baseiam no “achômetro”. Ou seja: eu acho que isso está certo, eu acho que aquilo deu errado.

No entanto, não há um embasamento em dados reais do seu negócio. E isso é um grande problema. Portanto, não tenha dúvidas: as empresas que sabem como mensurar, monitorar e se adaptar, alcançam o sucesso com mais excelência e rapidez.

Vamos a um exemplo: você tem uma página no Facebook, mas, mesmo assim, não atinge as suas metas. A página está lá somente por estar. Não há um objetivo, métricas a serem analisadas e aperfeiçoadas. Dessa maneira, lamentamos informar, mas é a mesma coisa que não ter.

Por isso, o primeiro passo é determinar os seus objetivos em cada estratégia: o que você pretende alcançar com uma página no Facebook? Por exemplo:

A partir do momento em que você determina quais são os seus objetivos, consegue criar um planejamento estratégico voltado em resolvê-los. 

O empreendedorismo não tem espaço para basear a tomada de decisão na emoção

Ainda refletindo sobre o tópico anterior, reforçamos: não baseie as tomadas de decisão da sua empresa na emoção e nos sentimentos. Desenvolva a inteligência analítica, apaixone-se por dados e saiba interpretá-los da maneira adequada.

Isso permite tomar decisões baseadas na realidade do seu negócio. Você entende o que está errado e o que precisa ser melhorado. Isso contribui para o sucesso do seu negócio e evita que você perca tempo (e dinheiro) investindo em ações que não trazem resultados para a sua marca.

Por exemplo: adianta gastar R$ 200,00 por mês com anúncios no Google se você não consegue mensurar esses resultados? Não entende o que deu certo e o que precisa ser melhorado? Temos certeza que não! Aqui, você estará só perdendo dinheiro e ficando frustrado porque as ações não estão atingindo os seus objetivos. Então, mensure SEMPRE os resultados para melhorar os seus processos.Você gostou de aprender mais sobre o empreendedorismo e a arte de se adaptar? Se sim, aproveite e complemente a sua reflexão sobre o assunto lendo também: Minha loja on-line não está vendendo. E agora? Boa leitura!